CONSEQUÊNCIAS DA PORNOGRAFIA.

 
 
1 minuto · 
 

É preciso parar com a pornografia
Postado por eribelton em fevereiro 28, 2011
Publicado em: Artigos, combate espiritual, Espiritualidade cristã. Marcado: afetividade, cura, dicas, pecados, pornografia, sexualidade. 2 Comentários
– Texto de alguém que gastou mais de 20 anos indo atrás de pornografia, nas mais variadas formas: Nestes últimos anos que se seguiram a minha libertação da pornografia, em 1998, Deus me ajudou a ver melhor qual a Sua perspectiva com relação a ela. De modo geral, a pornografia afeta negativamente quem a vê, independente de credo religioso, sexo, ou idade. Aqui está minha lista de razões para explicar porquê:

1) A pornografia alimenta a luxúria dos olhos e da “carne”, que nunca se satisfazem. Ela faz com que o espectador fique desejando mais e mais para poder atingir o mesmo nível de “sensação sexual”. Facilmente torna as pessoas escravas de seus próprios desejos desordenados e abre as portas para outras formas de mal, como a raiva, o abuso, a violência, o ódio, a mentira, a inveja, a compulsividade e o egoísmo. O poder por trás da pornografia se revela na hora que o viciado em pornografia tenta parar com seu hábito – é virtualmente impossível sem ajuda.

2) A pornografia sexualiza a visão de mundo do usuário. Muda sua perspectiva de modo que o sexo se torna de forma artificial algo que domina seu pensamento. As imagens pornográficas ficam estampadas no cérebro de quem as vê, com a ajuda dos hormônios liberados durante a excitação sexual. Mesmo que a pessoa decida parar de ver pornografia, as imagens do passado podem permanecer por anos ou mesmo pela vida toda.

3) A pornografia promove práticas destrutivas, e pode levar a um vício crescente. Por exemplo, os sites pornográficos costumeiramente apresentam links e pequenas imagens com links para todo tipo de perversão sexual que você possa imaginar, tais como pedofilia, homossexualidade, bestialidade, necrofilia (interesse sexual em cadáveres), masoquismo (prazer a partir de abuso ou sofrimento), estupro e sadismo (gratificação em infligir dor física ou mental em outras pessoas). A exposição do usuário de pornografia a esses temas naturalmente aumenta a possibilidade dele tentar aplicar na prática o que viu. Isso pode levar a crimes sexuais, como os de Ted Bundy (N. do T.: Preso por estuprar várias mulheres, confessou que era aficionado por pornografia.).

4) A pornografia intensifica a vontade de buscar só a própria satisfação, ao invés de servir a outra pessoa. Por exemplo, a masturbação, que tipicamente se segue a visualização de pornografia, reforça uma orientação de satisfação sexual voltada só para si mesmo (ou seja, luxúria), o que pode prejudicar a habilidade de doar e receber amor.

5) O vício em pornografia pode levar a prejuízos financeiros. A conveniência do pagamento por cartão de crédito na Internet encoraja o excesso nos gastos. Além do mais, os editores de pornografia enchem áreas da Internet com banners e –emails, atraindo potenciais usuários com pornografia gratuita. Uma vez “presos” ao site devido a pornografia gratuita, os usuários têm que pagar para ver mais.

6) Ao ver ou comprar pornografia os usuários estão financiando a indústria pornográfica e facilitando seu crescimento. Ao ver pornografia, o usuário também está contribuindo para a exploração sexual das pessoas envolvidas nas imagens que está vendo.

7) Ver pornografia pode prejudicar as relações familiares, sem mencionar a crescente chance da esposa ou dos filhos encontrarem material pornográfico. Pode também ser inspirar o usuário na direção de atitudes de incesto, que é um tema comum na pornografia. Outras coisas que a pornografia pode inspirar no usuário (que por sua vez pode afetar a família) incluem frustração sexual, mentiras, abuso, traições, dívidas, comportamento violento e pensamento irracional.

8) Ver pornografia no trabalho pode prejudicar a reputação da pessoa, diminuir sua produtividade no trabalho ou mesmo levar a uma demissão. Pode também inspirar relacionamentos doentios ou inapropriados com colegas de trabalho.

9) Ver pornografia pode prejudicar a vida sexual atual ou futura dentro do casamento. Os viciados em pornografia podem achar difícil usufruir a intimidade verdadeira com sua esposa quando estão na verdade tendo fantasias com outra pessoa! Além do mais, a pornografia constrói uma percepção irreal das relações sexuais. O sexo na pornografia é um retrato ou um ato feito para usufruto do espectador. Pega o que Deus queria como expressão privada de amor entre marido e mulher, e prostitui isso para o entretenimento de outros. Quando uma pessoa vem olhando imagens sexuais de outras pessoas por diversão, ele ou ela passa a ter uma visão desvalorizada, destorcida do sexo. Isso por sua vez fará com que o sexo com sua esposa se torne desvalorizado ou não mais apreciado.

10) Ver pornografia vai aumentar a tendência do usuário a mentir, pois ele ou ela terá um desejo natural de manter isso em segredo, para evitar críticas, vergonhas, embaraços, ou então ter que deixar o hábito.

11) Ver pornografia pode levar uma pessoa a ficar viciada em masturbar-se.

12) Ver pornografia traz sérias consequências espirituais. Por exemplo, abre espaço para a opressão espiritual e confusão espiritual na vida do espectador. O poder por trás da pornografia é inerentemente mau. Deseja controlar e dominar a vida da pessoa, enquanto permite que outras formas de mal ganhem espaço em sua vida. Uma vez que a pessoa começa a ver pornografia, seus olhos se tornam a porta por onde o poder do mal entra neles. À medida que ganha influência, o mal pode cegar a pessoa, tirar a habilidade de discernir entre o bem e o mal. Quanto mais os valores morais se tornam esmaecidos, mais a confusão se estabelece. 13) Ver pornografia ajuda você a começar a acreditar nas MENTIRAS que promove. Exemplos de MENTIRAS incluem: dizer que a liberdade sexual traz felicidade; que o sexo com perversão (homossexual, incesto etc) é mais prazeroso que o sexo “normal” heterossexual; que a promiscuidade sexual não tem consequências; que a expressão sexual é um direito, não um dom definido por Deus; que você pode viver uma vida normal com imagens pornográficas passando todo tempo em sua cabeça; que a pornografia não faz mal a ninguém; que o sexo é algo feito primariamente para auto-gratificação; que os atores/atrizes pornôs são as pessoas mais felizes na terra; que os adultos podem ver pornografia sem ter nenhum efeito colateral; que a pornografia vai aprimorar sua vida sexual; que a pornografia é só uma coisa inofensiva que todo mundo vê. ______________________________ – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – por blog vida e castidade
Nosso corpo foi criado para a pureza.
Postado por eribelton em fevereiro 26, 2011
Publicado em: Artigos, Espiritualidade cristã. Marcado: castidade, impureza, Jovens, masturbação, pornografia, Radicalidade evangelica, sexualidade. 2 Comentários

As novelas, a propaganda, e a própria liberação sexual que estamos vivendo diferente dos padrões de Deus.

Você encontra na escola, em grupos de amigos, na vizinhança, afirmações como: – Ter relação sexual antes do casamento é normal!

– Virgindade é coisa ultrapassada!

E aí surge a famosa pergunta, fazendo pressão constante na mente:

– Por que não fazer o mesmo?

O fato de você ter impulsos sexuais não é errado. O problema está em como lidar com eles.

Muitos, para satisfazer os impulsos sexuais utilizam-se da masturbação, também chamada de auto-estimulação.

MASTURBAÇÃO É PECADO?

Na Bíblia você não encontra especificamente a palavra “masturbação”, mas princípios relacionados ao assunto, os quais Deus deseja que levemos em consideração.

“… Qualquer um que até mesmo olhar para uma mulher com cobiça nos olhos, em seu coração já cometeu adultério com ela” (Mt 5.28 – Bíblia Viva).

“Não cobice a mulher do próximo” (Ex 20.17 – Bíblia Viva).

Ao se masturbar, o que vem à sua mente? Não é exatamente nesse ponto que começam os pensamentos e fantasias sexuais? Você acha que Deus aprovaria tal atitude? Ele mesmo diz que a intenção impura já nos faz pecar.

Em 1 Corintios 6.19 e 20 lemoS’ .Será que vocês não aprenderam ainda que seu corpo é a morada do Espírito Santo que Deus Ihes deu, e que Ele vive dentro de vocês? Seu próprio corpo não Ihes pertence. Porque Deus comprou vocês por preço elevado. Portanto, usem todas as partes do seu corpo para render glória a Deus, porque o corpo Lhe pertence”.

Com base neste texto, responda:

– Masturbando-se você estaria glorificando a Deus em seu corpo?

– Sua consciência não o acusa?

À luz dessa passagem, alguém pode achar que masturbação é algo que agrada a Deus?

Caso ainda reste alguma dúvida observe Romanos 14.22 e 23. Viu? Tudo que nos deixa em dúvida e não provém de fé, é pecado. Então…

COMO CONTROLAR OS IMPULSOS SEXUAIS?

Em Mateus 26.41, Jesus nos exorta: “Fiquem atentos e orem. De outro modo a tentação vencerá vocês”.

A primeira atitude é vigiar. Portanto, você deve estar atento, como um sentinela na guerra. Ao perceber que determinada situação poderá levá-lo a pecar, não tente enfrentá-la, mas fuja!

“Tenha fé e’ amor, e sinta prazer na companhia daqueles que amam o Senhor’ e têm o coração puro” (2 Tm 2.22 – BV).

Ser tentado não é pecado. O pecado está em aceitar a tentação. Tiago 1.15 mostra os passos existentes entre o ser tentado e o pecar. Portanto, existe a possibilidade de, ao sermos tentados, não pecarmos.

A segunda atitude é orar. Reconheça seu pecado (Lc 18.13 e 14), confesse-o a Jesus e receba seu perdão, com base na promessa de 1 João 1.9 (“Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar oS pecados e nos purificar de toda injustiça”).

Aprenda a se controlar. Quando seus pensamentos começarem a voar para as áreas de fantasias sexuais, faça como Paulo aconselha em Filipenses 4.8: fimem seus pensamentos naquilo que é verdadeiro, bom e direito. Pensem em coisas que sejam puras e agradáveis e detenham-se nas coisas boas e belas que há em outras pessoas. Pensem em todas as coisas pelas quais vocês possam louvar a Deus e alegrar-se com elas”.
Caso seu impulso sexual esteja “à flor da pele”, não fique sozinho por longos períodos. Satanás pode facilmente trazer maus pensamentos à sua mente. Lembre-se do ditado: “Mente vazia, oficina do diabo”.

– Procure ter como exemplo rapazes e moças que permaneceram na vontade de Deus em sua adolescência e foram recompensados por Ele. Compartilhe suas dificuldades com essas pessoas e aprenderá muito com as experiências que passaram, e das quais saíram vitoriosos

por cristo,com cristo e em cristo sempre!Amém.

FONTE: http://reporterdecristo.com/controlando-seus-impulsos-sexu…/
https://saopio.wordpress.com/tag/pornografia/

 
 

 

Contacto

Larcatolico (86) 99964-9541 aquinocatequista@hotmail.com